A Saúde em nosso país é voltada à tratamentos, é remediativa e não preventiva. Quem precisa dos serviços de saúde neste país, já sabe, no Brasil, os Prontos Atendimentos e os hospitais estão sempre superlotados, sem leitos e com longo tempo de espera para consultas e atendimento.

Sabemos que o dinheiro investido pelo governo para manter esse setor, como o SUS (Sistema Único de Saúde) é alto, porém não resolve todos esses obstáculos que a saúde enfrenta. Além de tudo isso, os brasileiros estão acostumados com a indústria da doença, com diversos medicamentos apenas para tratar as patologias, em um ciclo vicioso sem fim.

Em dezembro de 2015, o IBGE (Índice Brasileiro de Geografia e Estatísticas) divulgou um balanço 2010-2013 sobre os valores gastos com remédios e o valor desembolsado chegou a 78,5 bilhões de reais em 2013, o que representa 1,5% do PIB (Produto Interno Bruto). Por pessoa, o investimento é de R$ 1.162 em medicamentos.

Pois é, já passou da hora de reforçar a necessidade dos cuidados voltados para a saúde preventiva. E se, ao invés do brasileiro gastar R$ 1 mil com remédios, ele se preocupar em não ficar doente? Esta é uma proposta já utilizada em diversos países, melhorando todo o sistema de saúde, pois o número de doentes reduz.

Por isso foi criada a Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética e Longevidade (SBBME). Uma organização sem fins lucrativos e que, atualmente, é a mais procurada sociedade de especialistas do Brasil de biomédicos, profissionais da saúde, cientistas e colaboradores dedicados ao avanço da tecnologia e práticas clínicas para detectar, prevenir e tratar doenças, principalmente as relacionadas ao envelhecimento.

A SBBME dedica-se a educar seus profissionais e a sociedade sobre essas questões de longevidade e estética e não traz consigo o conceito de fazer o indivíduo parar de envelhecer, porque isso é inevitável, mas sim o de otimizar este processo e torná-lo mais saudável. Ela sustenta que a filosofia subjacente dos cuidados com a saúde e envelhecimento deve ser reformada em novos conceitos revolucionários.

Milhares de biomédicos estetas já se interessam nas técnicas Antiaging, que baseiam-se na aplicação de tecnologias biomédicas e científicas avançadas para a detecção precoce, prevenção, tratamento e reversão de disfunções e distúrbios subclínicos relacionados ao avançado da idade. Esse é um modelo de cuidados de saúde para a promoção da ciência e da investigação inovadora a fim de prolongar o tempo de vida saudável em pacientes saudáveis, tentando adiar ao máximo o surgimento de doenças associadas ao envelhecimento. Estas técnicas e ciência do Antiaging não estão relacionadas a tratamentos e diagnósticos de doenças.

Como tal, a Biomedicina Estética e a ciência da longevidade são baseadas em princípios científicos sólidos de atendimento responsável que são consistentes com os praticados em outras especialidades que abordagem a saúde e bem estar.

O objetivo da biomedicina com o envelhecimento saudável não é apenas prolongar os anos totais de vida de um indivíduo, mas sim, para garantir que esses anos sejam apreciados de forma produtiva e vital.

<strong>Vamos provar que a saúde tem um valor inestimável e, principalmente, que o custo dela não precisa ser alto nem para a sociedade e nem para o governo. </strong>

Para saber mais sobre o assunto, como se associar a SBBME, se inscrever em nossos eventos, participar dos nossos programas de treinamentos, obter titulação de especialista conosco, tirar dúvidas e oferecer sugestões, entre em contato com o escritório da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética e Antienvelhecimento.

<strong>Telefone:</strong> (16)  (98135-9822)

<strong>E-mail:</strong> <a href=”mailto:sbbme@sbbme.org.br “>sbbme@sbbme.org.br </a>

Saiba mais sobre o assunto em: <a href=”http://antienvelhecimento.org.br/saude-preventiva-e-mais-vantajosa-para-profissional-populacao-para-governo” target=”_blank”>Saúde preventiva é vantajosa para o profissional, a população e para o governo – Portal do Antienvelhecimento</a>

0